Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Live & Love - Restart

Sou doente renal... mas não me sinto nada assim!!! Este é o espelho da minha vida e da minha alma... Desistir, NUNCA!!!

Live & Love - Restart

07
Mai20

Desconfinamento

Live and Love

Primeira semana de desconfinamento... apesar de continuar com os meus receios e com a muitas dúvidas na cabeça, já consegui gozar um pouco da minha liberdade.

Esta semana, o governo decretou estado de calamidade, algumas lojas de rua abriram, e muita gente já iniciou os seus empregos fora de casa, embora, por aquilo que tenho visto nas notícias, a diferença desde a semana passada não é muita.

Já se sente mais gente na rua, nos supermercados, a andar de um lado para o outro.

Eu, arrisquei... assim que a esteticista abriu, fui logo arranjar as unhas na segunda feira e na terça feira fazer a depilação. Já estava combinado e, depois de tanto tempo sem tratar de mim, apesar de ter, por vezes, arranjado as unhas e feito a depilação em casa, nunca é a mesma coisa.

Na segunda feira fui também pela primeira vez ao supermercado comprar pão apenas. Claro que todas estas saídas não são feitas em vão e tenho sempre os cuidados previstos: andar de máscara, ter o cuidado para não tocar com as mãos na cara, tirar os sapatos antes de entrar em casa e lavar as mãos assim que chego.

Depois de mais de 40 dias protegida em casa, saindo apenas para passeios na natureza, decidi que tinha de ser, começar a sair, começar a entrar no mundo real, até porque tenho de ir testando as minhas defesas e criando eu própria imunidade.

É certo que não sai mais, até porque o trabalho em casa tem sido muito, tanto o que tenho para fazer para a escola todos os dias e as aulas online, como o próprio trabalho de casa: cozinhar, arrumar, limpar...

Treinos todos os dias, sempre em casa com as aulas online ou da plataforma do ginásio e ao fim de semana caminhadas na natureza.

O que mais me está a preocupar neste momento, para além do medo de apanhar a doença do ano ou mesmo do século, é o transplante.... 5 anos e meio à espera e penso que não é nesta altura que me irão chamar para o transplante. Talvez ainda tenha de esperar mais algum tempo para que chegue a minha altura, mas nos próximos meses, penso que não será. Embora não tenha informação de nada, de como estão a decorrer os transplantes neste momento, saiu uma informação há dias que tem havido menos transplantes este ano. Não é surpresa nenhuma devido ao complicado momento que estamos a atravessar... só me resta esperar que chegue a minha vez, como tenho feito até aqui.

IMG_20191212_133540.jpg

 

Silvia

 

12
Abr20

28 dias

Live and Love

Faz hoje 28 dias desde que nos encontramos em isolamento. Hoje, domingo de Páscoa...

As rotinas começam a entrar na nossa vida com mais normalidade. O acordar, vestir uma roupa mais desportiva (não uma roupa de "andar por casa") porque vamos ficar em casa, a maquilhagem que não coloco porque não vou para a escola trabalhar, os almoços e jantares que tenho de preparar todos os dias e a toda a hora, e até o pão que agora faço (como toda a gente neste momento). 

IMG_20200411_104757[1].jpg

De manhã é o costume com o teletrabalho e as miúdas na "escola", à exceção destas quase 2 últimas semanas em que nos encontramos na interrupção da Páscoa. 

De tarde, o ritual mantêm-se: ou trabalho, ou arrumar coisas pendentes em casa, descansar e até por vezes um passeio na mata.

Ao fim do dia o treino faz-se em família, tornando-se assim um hábito diário de casa que mais prazer me tem dado, pelo facto de estarmos todos juntos com o mesmo objetivo.

O sentimento é o mesmo do último post, a incerteza do futuro, a confusão do que é certo ou errado, as várias teorias que pairam na minha cabeça e o medo. O medo de algo que me possa vir bater à porta e, apesar de saber que a minha força é grande, entrar sem pedir licença e roubar. Roubar a alegria, a esperança e a fé que me dá ânimo para seguir em frente.

Sei que há muita gente a passar mal com esta pandemia, seja pela própria doença, por ter visto o seu rendimento mensal reduzido ou mesmo nulo, ou por estar longe dos seus amados.

Posso dizer que sou uma sortuda porque estou em casa e não me sinto nada enclausurada. Adoro e sempre adorei estar em casa, mesmo com horários a cumprir, e chegar ao fim do mês e ter o meu ordenado ainda completo. Neste momento sinto-me muito bem e quero que o tempo ande devagar, apesar de me custar muito estar sem os meus pais, o meu irmão, a minha sobrinha e os meus amigos mais chegados.

Fazia falta esta paragem na Humanidade e a própria Natureza está a responder positivamente a sua própria Liberdade.

Também sinto que estava a necessitar deste tempo para me virar um pouco mais para dentro e refletir. Refletir sobre o que realmente necessito, qual é o meu caminho e principalmente com quem quero caminhar. Essa tem sido a minha grande inspiração: com quem posso caminhar e de quem não preciso ter ao meu lado ou não me faz falta, ou até mesmo quem não me traz qualquer aprendizagem, seja ela negativa ou positiva, apesar de achar que ninguém passa na nossa vida por acaso e todos têm uma lição a oferecer, embora por vezes essa lição cause dor.

Não sei como vai ser o futuro, pois é um facto incerto para todos nós, mas sei que estou cansada de cometer os mesmos erros e quero que isso fique bem dentro da minha cabeça. O objetivo é lançar-me para a Vida com erros novos!

 

IMG_20200410_182836[1].jpg

Uma das muitas aulas que faço... desta vez foi Yoga com a minha querida Paula Sousa by Aquafitness Health Clubs

IMG_20200408_151251[1].jpg

Um dos meus famosos pães... Haja tempo e farinha para os fazer e comer bem quentinhos.

Silvia

01
Ago19

Sou magra... e então!!??

Live and Love

Início de férias... altura de descanso e praia. Praia que este ano tem sido pouca, pois o vento não tem dado tréguas.

Tenho visto muita coisa escrita sobre pessoas gordas e a forma como não devemos abordar a questão, e que normalmente as pessoas ficam sensíveis à dor de quem não consegue emagrecer... Pois é, eu tenho a minha teoria em relação a alguns casos que conheço, mas ninguém pensa que fazer o mesmo a uma magra, que por razões de saúde ou não, não consegue engordar, também é mau. Ninguém pensa no quanto difícil ou quase impssível é engordar quando o que comemos, por vezes a mais, nos faz enjoar ou até vomitar.

Para mim, que sou magra, é muito difícil ouvir "estás tão magra!!!", porque é exatamente o mesmo alguém ouvir "estás tão gorda!!!". É exatamente o mesmo, porque as dificuldades e as frustrações são as mesmas.

O que é certo é que até aos meus 20 anos sempre tive muitos complexos e escondia também a minha magreza com a roupa. Sei que tinha amigas que na altura eram todas "boazonas" e pela qual tinha um pouco de inveja porque principalmente arranjavam sempre roupa que lhes ficavem bem, mas hoje encontro-as e estão desfiguradas e parecem bem mais velhas. Ou seja, eu era muito tonta por pensar assim...

Se até aos 20 anos tinha complexos, hoje não sou nada assim. Assumo e mostro a minha magreza de 43kg sem qualquer complexo e até com algum orgulho e gosto em mim.

Cada um é como é e a questão apenas é uma só: sentirmo-nos bem na nossa pele e principalmente cuidarmos de nós, quer através da alimentação como do exercício físico, 2 fatores fundamentais para o nosso corpo e a nossa cabeça estar em paz.

Sim, sou magra, mas adoro-me e quem gosta de mim é por aquilo que sou!

IMG_20180701_202143.jpg

 

Silvia

12
Mai19

Fauna&Flora

Live and Love

O conceito de Brunch veio para Portugal à pouco tempo e nós aderimos. De vez em quando gostamos de "brunchar", principalmente quando temos tempo e nada para fazer. Já experimentamos vários: Nicolau, Amélia e hoje foi a vez de Fauna e Flora.

A única questão é que muitas vezes temos de estar algum tempo à espera... mas uma espera que compensa.

IMG_20190417_135814.jpg

IMG_20190417_132117.jpg

 

Ninho de abacate e salmão

 

IMG_20190417_132110.jpg

Cogumelos Portobelo com beringela

 

IMG_20190417_132008.jpg

Ninho vegan com abacate, redução de tomate e espinafre

 

IMG_20190417_131348.jpg

Mini hamburgueres de vaca

 

IMG_20190417_130948.jpg

Guacamole 

 

IMG_20190417_125742.jpg

Sumos de diversas frutas

 

Ainda queriamos ir à panquecas, mas já não tivemos barriga.

Bom atendimento, ambiente descontraído, quase exclusivo de turistas, embora ainda estivessem alguns (poucos) portugueses.

Recomendo, mas já a contar com tempo para esperar por uma mesa, embora o serviço seja rápido.

Uma boa solução para o meu novo regime de alimentação, com o abacate sempre presente.

 

Silvia

19
Abr19

Retiro

Live and Love

Hoje fui "retirar-me" para um dia cheio de experiências novas, de encontro ao meu bem estar físico e emocional, através de uns amigos que estão a iniciar um conceito de retiros onde podemos experimentar diferentes terapias alternativas e alimentação bastante mais saudável.

Foi com a "Best Helth Retreats" e como Insuficiente Renal Crónica, tentar abrir a minha mente para uma melhoria do meu estado físico e emocial e um estilo de vida bem mais saudável.

 

IMG_20190416_143631[1].jpg

Entre algumas experiências que proporcionaram fiz uma massagem relaxante, bebi hidrogénio com objetivo antioxidante, auto-hemoterapia, tudo com o aconselhamento de especialistas formados e médicos, sem descurar a minha doença e toda a medicação que faço. Claro que tudo isto é feito com o intuito de equilibrar o meu organismo de forma controlada. Nada é feito por acaso ou à toa, e tudo vai de encontro às minhas necessidades físicas.

IMG-20190416-WA0002.jpg

IMG_20190416_120742[1].jpg

IMG_20190416_144022[1].jpg

 

 

Também fomos brindados com um almoço super saudável e equilibrado, tendo oportunidade de, futuramente, adquirir as receitas. Posso dizer que foi tudo muito simples e delicioso. Começamos com uns cogumelos recheados com noz e amêndoas, salada de alface e de tomate, batata doce cozida e legumes salteados. Para sobremesa mousse de abacate e coco e gelado de chá verde.

 

IMG_20190416_132301[1].jpg

IMG_20190416_132411[1].jpg

IMG_20190416_133122[1].jpg

IMG_20190416_142155[1].jpg

Com esta mudança na minha alimentação, sem dúvida que são receitas que irei fazer em casa. Simples, práticas e económicas, e principalmente saudáveis.

Finalmente fiz uma consulta individual com uma especialista em remédios florais de Bach. Aqui posso trabalhar a minha mente e as minhas emoções, o stress e a ansiedade que vivo praticamente todos os dias, em casa e no trabalho.

Para além destas experiências todas e destes aconselhamentos, estes retiros proporcionam um escape à nossa vida rotineira e às responsabilidades, podendo desligar-me do dia a dia e olhar para dentro, para mim e para o meu bem estar.

Tantas vezes que preciso de escapar da minha vida rotineira...

A experiência, a repetir, trouxe-me novas formas de pensar em mim, pelo contato com pessoas que ali estão para dar e para nos proporcionar equilíbrio, sem obrigatoriedade de nada e com uma energia de bondade, de amizade e de preocupação pelos outros.

IMG_20190416_124420[1].jpg

 

O local, só podia ser em frente ao mar!!!

 

IMG_20190416_124353[1].jpg

Silvia

08
Abr19

A mudança

Live and Love

No último post falei da mudança da minha alimentação. E como a mudança começa em casa, tenho levado toda a família atrás. 

Hoje foi dia de comprar alimentos que não consigo encontrar no supermercado do costume. Fui ao Jumbo e trouxe iogurtes biológicos e de soja, manteiga biológica, doce de abóbora com stevia, leite de soja e até frango criado na natureza. Ah, e não me esqueci de comprar um chocolate de menta que adoro!!!! 

O valor monetário, claro que é um pouco mais elevado, mas de certeza que não há preço a pagar pela nossa saúde!!!

 

IMG_20190407_130748.jpg

Silvia

10
Mar19

Revolução na alimentação

Live and Love

Ao longo da minha vida sempre comi o que me apetecia. Nunca fui de comer muito, refletindo-se isso mesmo no meu peso. Sempre pesei entre os 42kg e os 45 kg, à exceção da altura da gravidez, onde cheguei aos 52 kg, e na altura em coloquei o segundo cateter, 48 kg, perdendo-os facilmente ao começar a trabalhar, após 8 meses de baixa.

Neste momento estou com 43 kg e o meu objetivo é o mesmo de sempre, engordar sem ficar gorda!!! Mas fica para um próximo post a dificuldade que os magros têm em engordar...

Mesmo quando soube, em 2000, que tinha Insuficiência Renal, continuei a fazer uma alimentação normal, comendo um pouco de tudo e fazendo algumas ou bastantes asneiras calóricas. Apenas tive um pouco mais de cuidado em controlar as proteínas ingeridas, reduzindo um pouco a sua quantidade, pois era o que prejudicava mais os meus rins.

Desde que iniciei diálise, em 2014, senti necessidade de mudar um pouco as minhas rotinas alimentares, até porque foi nessa época que comecei a "levar na cabeça", pois fui viver com uma pessoa ligada à área da saúde (meu marido). Comecei a comer mais à base de legumes, sopa, saladas, carne e peixe, claro, e muita fruta. Nesta altura deixei também de beber leite, não pelo facto de haver alguma publicidade negativa sobre este alimento, mas porque comecei a enjoar mais este tipo de alimentos. Habituei-me de tal forma que, sempre que comia algo fora da rotina (hamburgueres cheios de molho ou pita shoarma que sempre adorei) ficava um pouco enjoada, não conseguindo comer tudo.

Entretanto comecei a aconselhar-me com um amigo naturopata e desde o início deste ano que alterei algumas rotinas alimentares aqui em casa. Em primeiro lugar mudei bastante relativamente às compras de alimentos para casa. Falou-me dos benefícios em comprar produtos biológicos que, embora mais caros, ficarão mais baratos para a nossa saúde, não só para mim, mas principalmente para as crianças cá de casa. Pesquisei bastante e experimentei comprar um cabaz com produtos da quinta e da época no site "Olhó Cabaz" e fiquei fã. Recebo o cabaz em casa de 15 em 15 dias, pois sendo um cabaz grande dá para organizar as refeições destas 2 semanas. Claro que quando me falta alguma coisa compro no supermercado, não sou fundamentalista!!

Também raramente compro carne no talho, mas sim de cultura biológica. Aconselhada pelo meu amigo, e também com entrega ao domicílio, compro carne e ovos da Quinta do Freixo do Meio. Não posso dizer que sai barato, porque não sai, mas a diferença nota-se logo ao cozinhar. 

Já me questionaram como ter a certeza de estar a consumir produtos mesmo biológicos. Pois, a certeza não tenho, mas quero acreditar que sim e que estou no caminho certo. Nunca é tarde para a nossa saúde. Contudo, ao provar, lavar, cheirar, cozinhar e consumir estes produtos, noto diferenças.

Este meu amigo naturopata também aconselhou-me a comer carne só à hora do almoço e fruta até às 18h e fora das refeições, e peixe só do mar. Neste momento comer a fruta, por exemplo a meio da manhã já faz parte da  minha rotina, mas é difícil comer carne só ao almoço.

Contudo, quero acreditar que devagar vou conseguindo mudar e adaptar-me a um mundo mais puro e saudável. O caminho faz-se caminhando...

Silvia

 

IMG_20190109_215555.jpg

Um dos cabazes que recebi em casa... Cabaz L do site "Olhó Cabaz"

 

IMG-20180924-WA0006.jpg

Magra, muito magra... e com umas saudades de praia...

 

*Prometo ir postando algumas das minhas rotinas alimentares...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.