Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Live & Love - Restart

Sou doente renal... mas não me sinto nada assim!!! Este é o espelho da minha vida e da minha alma... Desistir, NUNCA!!!

Live & Love - Restart

26
Abr20

Sem arrependimentos

Live and Love

Este fim de semana, após 40 dias de isolamento social, saindo à rua só para passeios higiénicos perto de casa, fui uma doida.... Claro que não me sinto nada assim, porque não fiz nada de mal, mas talvez aos olhos de muita gente, fui uma doida mesmo.

Ontem fui a casa dos meus pais, pois já não os via há mais de 40 dias, e eles vivem praticamente aqui ao lado. Não estou nada, mesmo nada arrependida. Ah, e assim sendo, conduzi pela primeira vez em 40 dias.... Confesso que já tinha saudades.

Depois foi isto...

IMG_20200426_095927.jpg

IMG_20200426_101342.jpg

E que bem que soube... Pela vida!!

Fui bem cedo para não me cruzar com ninguém e não me colocar em risco...

Adorei, e não me arrependo... Nada!!!

Silvia

12
Abr20

28 dias

Live and Love

Faz hoje 28 dias desde que nos encontramos em isolamento. Hoje, domingo de Páscoa...

As rotinas começam a entrar na nossa vida com mais normalidade. O acordar, vestir uma roupa mais desportiva (não uma roupa de "andar por casa") porque vamos ficar em casa, a maquilhagem que não coloco porque não vou para a escola trabalhar, os almoços e jantares que tenho de preparar todos os dias e a toda a hora, e até o pão que agora faço (como toda a gente neste momento). 

IMG_20200411_104757[1].jpg

De manhã é o costume com o teletrabalho e as miúdas na "escola", à exceção destas quase 2 últimas semanas em que nos encontramos na interrupção da Páscoa. 

De tarde, o ritual mantêm-se: ou trabalho, ou arrumar coisas pendentes em casa, descansar e até por vezes um passeio na mata.

Ao fim do dia o treino faz-se em família, tornando-se assim um hábito diário de casa que mais prazer me tem dado, pelo facto de estarmos todos juntos com o mesmo objetivo.

O sentimento é o mesmo do último post, a incerteza do futuro, a confusão do que é certo ou errado, as várias teorias que pairam na minha cabeça e o medo. O medo de algo que me possa vir bater à porta e, apesar de saber que a minha força é grande, entrar sem pedir licença e roubar. Roubar a alegria, a esperança e a fé que me dá ânimo para seguir em frente.

Sei que há muita gente a passar mal com esta pandemia, seja pela própria doença, por ter visto o seu rendimento mensal reduzido ou mesmo nulo, ou por estar longe dos seus amados.

Posso dizer que sou uma sortuda porque estou em casa e não me sinto nada enclausurada. Adoro e sempre adorei estar em casa, mesmo com horários a cumprir, e chegar ao fim do mês e ter o meu ordenado ainda completo. Neste momento sinto-me muito bem e quero que o tempo ande devagar, apesar de me custar muito estar sem os meus pais, o meu irmão, a minha sobrinha e os meus amigos mais chegados.

Fazia falta esta paragem na Humanidade e a própria Natureza está a responder positivamente a sua própria Liberdade.

Também sinto que estava a necessitar deste tempo para me virar um pouco mais para dentro e refletir. Refletir sobre o que realmente necessito, qual é o meu caminho e principalmente com quem quero caminhar. Essa tem sido a minha grande inspiração: com quem posso caminhar e de quem não preciso ter ao meu lado ou não me faz falta, ou até mesmo quem não me traz qualquer aprendizagem, seja ela negativa ou positiva, apesar de achar que ninguém passa na nossa vida por acaso e todos têm uma lição a oferecer, embora por vezes essa lição cause dor.

Não sei como vai ser o futuro, pois é um facto incerto para todos nós, mas sei que estou cansada de cometer os mesmos erros e quero que isso fique bem dentro da minha cabeça. O objetivo é lançar-me para a Vida com erros novos!

 

IMG_20200410_182836[1].jpg

Uma das muitas aulas que faço... desta vez foi Yoga com a minha querida Paula Sousa by Aquafitness Health Clubs

IMG_20200408_151251[1].jpg

Um dos meus famosos pães... Haja tempo e farinha para os fazer e comer bem quentinhos.

Silvia

25
Mar20

Tudo vai ficar BeM!!!

Live and Love

Faz pouco mais de uma semana que não estou com mais ninguém,  a não ser com os 3 cá de casa.

As indicações sobre o nosso recolhimento vem de todos os lados, mas dúvidas continuam a pairar. Até quando? Até quando vou estar em casa sem conseguir estar com o resto da minha família, os meus amigos e a minha escola. Confesso que já tenho saudades da escola e ainda só fez uma semana.

Aqui em casa mantemos uma rotina semanal, pois penso ser o melhor para nossa mente sã.

IMG_20200315_192846.jpg

Mapa de rotinas

 

Acordamos às 9h, embora eu acorde sempre antes, pois a essa hora já estou a trabalhar com os meus alunos, enviando trabalho para o dia ou corrigindo o que me enviam. 

O trabalho mantém-se até às 12h/12h30, embora por vezes haja uma interrupção para fazer uma aula de 30 minutos que o meu ginásio, felizmente, está a proporcionar online.

IMG-20200325-WA0031.jpg

IMG-20200325-WA0025.jpg

IMG-20200325-WA0026.jpg

IMG-20200319-WA0035.jpg

IMG-20200318-WA0006.jpg

 

O almoço é quase sempre às 13h e de tarde o momento é livre: ou continuo o trabalho, ou faço trabalho em casa...

Mais tarde, normalmente faço outra aula, a das 18h30 também online. Normalmente faço as aulas com a minha filha ou resto da família, o que também nos tem aproximado bastante.

 

Após a aula tomo um banho, preparo a máquina da diálise e começo as tarefas para o jantar.

Após jantar, claro que os momentos são livres: ou televisão, jogar às cartas, ver uma série da Netfilx...

Tenho agora oportunidade para pôr a leitura em dia, mas confesso que não tenho tido muita paciência.

Por uma questão de precaução, e como sou uma doente de risco, pelo facto de estar a fazer diálise, as compras são sempre feitas pelo homem da casa.

Ao longo do dia, a forma de matar saudades dos amigos e da família é através do telemóvel, vídeo chamada. Assim consigo estar próxima, mesmo estando longe.

Esta paragem na nossa vida veio fazer isso mesmo: PaRaR!

O nosso ritmo diário e rotineiro era tal, que raramente conseguiamos ter tempo para parar, respirar, unir a família e principalmente refletir. Se dúvida que este momento histórico na nossa vida está a fazer-nos refletir no que é mais importante. Veio mostrar a importância que pequenas coisas fazem na nossa vida.

A aproximação à nossa família também está presente, pois no dia a dia normalíssimo, nem sempre temos tempo para estar. 

O fim de semana é passado a limpar a casa e em atividades livres, que incluí sempre um passeio na mata aqui ao lado de casa que tem a vista mais espetacular do mundo: a nossa praia.

 

IMG-20200315-WA0007.jpg

IMG-20200315-WA0009.jpg

Não sei quando poderei voltar a abraçar a minha sobrinha, os meus pais, o meu irmão, os meus amigos, mas sei que esse dia chegará... só nos resta ter paciência e esperar... esperar porque tudo vais FicaR BeM!!!

 

Silvia

16
Mar20

Quarentena... até quando!!

Live and Love

Hoje é segunda feira e o meu primeiro dia de teletrabalho. Sexta feira ainda fui trabalhar na escola sabendo que teria de ficar em casa, resguardada, a partir de sábado.

Neste momento sinto um misto de emoções.... por um lado medo e angustia enorme pelo que ainda possa a vir acontecer e por todos os que neste momento estão a passar por situações horríveis, ou por estarem a lutar para combater a doença, ou por aqueles que estão a trabalhar para que todos recebam os devidos cuidados para que não falta nada a ninguém. Por outro, contente por o maldito Covid-19 ainda não ter batido à minha porta, nem de ter conhecimento de nenhum dos meus.

Por ser doente renal tenho muitas dúvidas e questões, mas sei que estou a fazer tudo o que está ao meu alcance para me proteger e proteger todos os que me rodeiam.

Estamos os 4 em casa e sem dúvida que este tempo vai servir para  nos unir mais em família.

Sábado e domingo só saí para fazer uma caminhada segura, pois penso que, pelo menos por enquanto, não há perigo de contágio na mata aqui ao lado e, assim que chego a casa, lavo devidamente as mãos.

O maior sentimento vai para o momento que nunca, jamais em tempo algum pensei que passariamos... eu e o Mundo inteiro.

Vou continuar a minha rotina em casa e, inclusivé fiz um calendário diário para mantermos a atividades em casa. Confesso que o dito já foi objeto de alguma discussão por parte da adolescente, mais sei que devemos manter uma rotina com horários como se tivessemos a trabalhar e a estudar.

Hoje é o meu terceiro dia, levantei-me às 9h e trabalhei até agora... são 12h30.

Ficar em casa é uma prioridade e o dever de todos nós!!!

Desejo que, amanhã quando acordar, que tudo não tenha passado de um pesadelo.

 

Silvia

 

4.jpg

 

19
Abr19

Retiro

Live and Love

Hoje fui "retirar-me" para um dia cheio de experiências novas, de encontro ao meu bem estar físico e emocional, através de uns amigos que estão a iniciar um conceito de retiros onde podemos experimentar diferentes terapias alternativas e alimentação bastante mais saudável.

Foi com a "Best Helth Retreats" e como Insuficiente Renal Crónica, tentar abrir a minha mente para uma melhoria do meu estado físico e emocial e um estilo de vida bem mais saudável.

 

IMG_20190416_143631[1].jpg

Entre algumas experiências que proporcionaram fiz uma massagem relaxante, bebi hidrogénio com objetivo antioxidante, auto-hemoterapia, tudo com o aconselhamento de especialistas formados e médicos, sem descurar a minha doença e toda a medicação que faço. Claro que tudo isto é feito com o intuito de equilibrar o meu organismo de forma controlada. Nada é feito por acaso ou à toa, e tudo vai de encontro às minhas necessidades físicas.

IMG-20190416-WA0002.jpg

IMG_20190416_120742[1].jpg

IMG_20190416_144022[1].jpg

 

 

Também fomos brindados com um almoço super saudável e equilibrado, tendo oportunidade de, futuramente, adquirir as receitas. Posso dizer que foi tudo muito simples e delicioso. Começamos com uns cogumelos recheados com noz e amêndoas, salada de alface e de tomate, batata doce cozida e legumes salteados. Para sobremesa mousse de abacate e coco e gelado de chá verde.

 

IMG_20190416_132301[1].jpg

IMG_20190416_132411[1].jpg

IMG_20190416_133122[1].jpg

IMG_20190416_142155[1].jpg

Com esta mudança na minha alimentação, sem dúvida que são receitas que irei fazer em casa. Simples, práticas e económicas, e principalmente saudáveis.

Finalmente fiz uma consulta individual com uma especialista em remédios florais de Bach. Aqui posso trabalhar a minha mente e as minhas emoções, o stress e a ansiedade que vivo praticamente todos os dias, em casa e no trabalho.

Para além destas experiências todas e destes aconselhamentos, estes retiros proporcionam um escape à nossa vida rotineira e às responsabilidades, podendo desligar-me do dia a dia e olhar para dentro, para mim e para o meu bem estar.

Tantas vezes que preciso de escapar da minha vida rotineira...

A experiência, a repetir, trouxe-me novas formas de pensar em mim, pelo contato com pessoas que ali estão para dar e para nos proporcionar equilíbrio, sem obrigatoriedade de nada e com uma energia de bondade, de amizade e de preocupação pelos outros.

IMG_20190416_124420[1].jpg

 

O local, só podia ser em frente ao mar!!!

 

IMG_20190416_124353[1].jpg

Silvia

08
Abr19

A mudança

Live and Love

No último post falei da mudança da minha alimentação. E como a mudança começa em casa, tenho levado toda a família atrás. 

Hoje foi dia de comprar alimentos que não consigo encontrar no supermercado do costume. Fui ao Jumbo e trouxe iogurtes biológicos e de soja, manteiga biológica, doce de abóbora com stevia, leite de soja e até frango criado na natureza. Ah, e não me esqueci de comprar um chocolate de menta que adoro!!!! 

O valor monetário, claro que é um pouco mais elevado, mas de certeza que não há preço a pagar pela nossa saúde!!!

 

IMG_20190407_130748.jpg

Silvia

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.