Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Live & Love - Restart

Tenho este Blog desde abril de 2012 e não escrevo desde 2014... estamos em 2017 e este é um RESTART daquilo que sou... sou doente renal e venho mostrar que conseguimos levar uma vida perfeitamente normal... Desistir, NUNCA!!!

Live & Love - Restart

Tenho este Blog desde abril de 2012 e não escrevo desde 2014... estamos em 2017 e este é um RESTART daquilo que sou... sou doente renal e venho mostrar que conseguimos levar uma vida perfeitamente normal... Desistir, NUNCA!!!

10
Mar19

Revolução na alimentação

Live and Love

Ao longo da minha vida sempre comi o que me apetecia. Nunca fui de comer muito, refletindo-se isso mesmo no meu peso. Sempre pesei entre os 42kg e os 45 kg, à exceção da altura da gravidez, onde cheguei aos 52 kg, e na altura em coloquei o segundo cateter, 48 kg, perdendo-os facilmente ao começar a trabalhar, após 8 meses de baixa.

Neste momento estou com 43 kg e o meu objetivo é o mesmo de sempre, engordar sem ficar gorda!!! Mas fica para um próximo post a dificuldade que os magros têm em engordar...

Mesmo quando soube, em 2000, que tinha Insuficiência Renal, continuei a fazer uma alimentação normal, comendo um pouco de tudo e fazendo algumas ou bastantes asneiras calóricas. Apenas tive um pouco mais de cuidado em controlar as proteínas ingeridas, reduzindo um pouco a sua quantidade, pois era o que prejudicava mais os meus rins.

Desde que iniciei diálise, em 2014, senti necessidade de mudar um pouco as minhas rotinas alimentares, até porque foi nessa época que comecei a "levar na cabeça", pois fui viver com uma pessoa ligada à área da saúde (meu marido). Comecei a comer mais à base de legumes, sopa, saladas, carne e peixe, claro, e muita fruta. Nesta altura deixei também de beber leite, não pelo facto de haver alguma publicidade negativa sobre este alimento, mas porque comecei a enjoar mais este tipo de alimentos. Habituei-me de tal forma que, sempre que comia algo fora da rotina (hamburgueres cheios de molho ou pita shoarma que sempre adorei) ficava um pouco enjoada, não conseguindo comer tudo.

Entretanto comecei a aconselhar-me com um amigo naturopata e desde o início deste ano que alterei algumas rotinas alimentares aqui em casa. Em primeiro lugar mudei bastante relativamente às compras de alimentos para casa. Falou-me dos benefícios em comprar produtos biológicos que, embora mais caros, ficarão mais baratos para a nossa saúde, não só para mim, mas principalmente para as crianças cá de casa. Pesquisei bastante e experimentei comprar um cabaz com produtos da quinta e da época no site "Olhó Cabaz" e fiquei fã. Recebo o cabaz em casa de 15 em 15 dias, pois sendo um cabaz grande dá para organizar as refeições destas 2 semanas. Claro que quando me falta alguma coisa compro no supermercado, não sou fundamentalista!!

Também raramente compro carne no talho, mas sim de cultura biológica. Aconselhada pelo meu amigo, e também com entrega ao domicílio, compro carne e ovos da Quinta do Freixo do Meio. Não posso dizer que sai barato, porque não sai, mas a diferença nota-se logo ao cozinhar. 

Já me questionaram como ter a certeza de estar a consumir produtos mesmo biológicos. Pois, a certeza não tenho, mas quero acreditar que sim e que estou no caminho certo. Nunca é tarde para a nossa saúde. Contudo, ao provar, lavar, cheirar, cozinhar e consumir estes produtos, noto diferenças.

Este meu amigo naturopata também aconselhou-me a comer carne só à hora do almoço e fruta até às 18h e fora das refeições, e peixe só do mar. Neste momento comer a fruta, por exemplo a meio da manhã já faz parte da  minha rotina, mas é difícil comer carne só ao almoço.

Contudo, quero acreditar que devagar vou conseguindo mudar e adaptar-me a um mundo mais puro e saudável. O caminho faz-se caminhando...

Silvia

 

IMG_20190109_215555.jpg

Um dos cabazes que recebi em casa... Cabaz L do site "Olhó Cabaz"

 

IMG-20180924-WA0006.jpg

Magra, muito magra... e com umas saudades de praia...

 

*Prometo ir postando algumas das minhas rotinas alimentares...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.